Vista_Rural_de_Gonçalves,_Minas_Gerais.j

quantificação do potencial de geração de ativos de carbono através de atividades florestais

Desenvolvimento de modelos de simulação espacialmente explícitos para o Projeto PMR Brasil (Partnership for Market Readness)

  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter ícone social

resumo

O presente projeto apresenta as estimativas do potencial de geração de créditos de carbono ou outros ativos florestais (offsets), incluindo custos adicionais de geração e manutenção desses ativos. O objetivo principal é apoiar o processo de formulação de instrumentos de valoração de carbono com estimativas espacialmente explícitas em um contexto de implementação do código florestal e consecução das metas de mitigação de GEE do Brasil sob um enfoque econômico-geográfico.

metodologia

A partir do desenvolvimento (e integração) de modelos de simulação espacialmente explícitos e projeções de modo a quantificar o potencial de geração de créditos de carbono a partir de: 1) remoção de gases de efeito estufa a partir da recuperação da vegetação nativa para fins de cumprimento do Código Florestal; 2) remoção de gases de efeito estufa por florestas plantadas para fins comerciais (eucalipto e pinus); e 3) redução das emissões de gases de efeito estufa ao evitar o desmatamento de áreas passíveis de serem suprimidas legalmente a partir da emissão de Cotas de Reserva Ambiental (CRA).
 

resultados

Para um país com clara vocação florestal como o Brasil, existe um potencial enorme para a geração de créditos de carbono florestal. A maior parte desses créditos são provenientes do desmatamento evitado, podendo alcançar mais de 11 GtCO2. Contudo, mesmo com os benefícios, é fundamental que haja uma clara definição das metodologias e abordagens de mensuração, relato e contabilização além da discussão de parâmetros a fim de não inundar o mercado nacional com créditos a baixo custo.

Rua Araguari, 358, Legal Space Coworking, Barro Preto. CEP: 30190-110

(31) 3526 - 8857